Membros do Ministério Público do Trabalho em Minas fazem treinamento para PJe-JT

publicado 26/10/2012 12:07, modificado 26/10/2012 14:07

Procuradores do Trabalho de Minas fizeram hoje, dia 26, no Laboratório de Informática localizado no Fórum Trabalhista da Avenida Augusto de Lima, 17º andar, o segundo treinamento para a utilização do sistema do Processo Judicial eletrônico (PJe-JT), que está sendo instalado em todo o estado. O desembargador Ricardo Antônio Mohallem, presidente do Comitê Gestor Regional do PJe-JT, fez a abertura ressaltando que o sucesso da instalação do sistema depende do treinamento de todos os usuários que irão utilizá-lo, como magistrados, procuradores, peritos e advogados.

Membros do Ministério Público do Trabalho em Minas fazem treinamento para PJe-JT (imagem 1)
O desembargador Ricardo Antônio Mohallem destacou os benefícios que virão com o sistema como economia, celeridade e eficiência na prestação jurisdicional

Segundo a procuradora-chefe substituta, Sônia Toledo Gonçalves, que também participou do treinamento, a tecnologia tem que vir para ajudar e tornar mais efetivo o direito dos trabalhadores por meio da tutela jurisdicional: "Ainda estamos aguardando a efetiva utilização do PJe, numa expectativa de que o sistema irá agilizar o andamento dos processos na justiça, agilizar a prestação jurisdicional e facilitar o acesso do cidadão à Justiça".

O treinamento foi ministrado pelo juiz do trabalho Fabiano de Abreu Pfeilsticker, membro do Comitê, que lembrou aos procuradores, inicialmente, a importância da guarda e preservação do certificado digital, uma vez que, sem ele, ninguém consegue acessar o sistema. Segundo ele, o painel em que os procuradores irão trabalhar é muito semelhante ao dos advogados, com algumas funcionalidades diferentes.

Membros do Ministério Público do Trabalho em Minas fazem treinamento para PJe-JT (imagem 2)
O juiz Fabiano Pfeilsticker informou aos procuradores que no ano que vem, será oferecido treinamento para os procuradores do interior, nas varas onde o PJe-JT for implantado

O magistrado considera que o primeiro treinamento com os procuradores foi muito bom: "Eles receberam bem o sistema, que é muito simples, e a gente conseguiu passar essa simplicidade para os procuradores. Na ocasião, eles levantaram as dificuldades que o sistema poderá trazer mas foram tranquilizados pela informação de que estas serão sanadas nas atualizações mensais". O juiz informou, também, que, desde agosto, já foram realizados 177 ajustes no sistema atual.

No próximo dia 14 de novembro, o sistema chega à Vara do Trabalho de Itaúna e, em dezembro, aos foros de Betim e Contagem. Ainda este ano, deverá alcançar toda a Segunda Instância do TRT, compreendendo todas as seções e turmas recursais. (Texto e fotos: Solange Kierulff)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br