TRT de Minas participa de seminário internacional no Rio de Janeiro

publicado 24/03/2011 15:08, modificado 24/03/2011 18:08

O Tribunal Regional do Trabalho da 3ªRegião (MG), por meio do Centro de Memória de sua Escola Judicial, participa, nos dias 30/31 de março e 1º de abril deste ano, do 2º Seminário Internacional o Mundo do Trabalho e seus Arquivos - Memória e Resistência , que acontece na Praça da República, nº 173, Centro - Rio de Janeiro, numa promoção do Arquivo Nacional, através do Projeto Memórias Reveladas , e do AMORJ - Arquivo da Memória Operária do Rio de Janeiro.

O seminário é uma oportunidade para debater com especialistas nacionais e internacionais, a partir de diversas perspectivas disciplinares, temas relacionados à documentação reunida em arquivos que registram o mundo do trabalho, como é o caso do acervo documental do TRT de Minas. Para a pesquisadora do Centro de Memória do Tribunal, Maria Aparecida Carvalhais Cunha, a participação no evento é de suma importância, não só para divulgar os processos trabalhistas sob guarda na Instituição para potenciais pesquisadores, mas também, e, principalmente, para estabelecer interlocuções com projetos e estudiosos dedicados ao tema da preservação documental e a pesquisas envolvendo o mundo do trabalho e suas implicações . Ana Maria Matta Machado Diniz, coordenadora do referido Centro, por sua vez, destaca que a realização de um seminário deste porte vem corroborar a importância da preservação da documentação trabalhista mineira e a sua utilização como fonte primária de pesquisa.

TRT de Minas participa de seminário internacional no Rio de Janeiro (imagem 1)
Guarda do acervo de processos da Justiça do Trabalho (foto: Aparecida Carvalhais)

Sob o título Processos Judiciais Trabalhistas e cultura política na década de 1960: Os trabalhadores na Justiça do Trabalho da 3ª Região, em Belo Horizonte , a apresentação do TRT de Minas acontece no dia 31, pela manhã, na sessão Arquivo e memória dos trabalhadores da cidade e do campo , por Aparecida Carvalhais e pelo professor do curso de História da PUC - Minas, Mário Cléber Martins, que pesquisa temas afins e supervisiona os estagiários do curso de história do Projeto Análise, Catalogação e Disponibilização de Processos Trabalhistas das Juntas de Conciliação e Julgamento de Belo Horizonte entre 1941 e 1974.

O objetivo é abordar as potencialidades dos processos trabalhistas como registro de acontecimentos que marcaram a história do país. A intenção é apontar as evidências do contexto econômico, político e social presentes, sob vários aspectos, nas demandas judiciais trabalhistas da década de 1960 , esclarece a pesquisadora Aparecida Carvalhais. Para alcançar esse objetivo, os processos foram selecionados e classificados considerando a motivação, períodos, resultados, atividades cotidianas, interesses econômicos ou sociais e as profissões dos principais usuários da Justiça do Trabalho naquele tempo. (Walter Sales)

Visualizações: