Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas: 2013 a 2014 / Campanha divulga site e canais da Ouvidoria para usuários manifestarem opinião sobre serviços do TRT

Campanha divulga site e canais da Ouvidoria para usuários manifestarem opinião sobre serviços do TRT

publicado 21/10/2014 15:47, modificado 21/10/2014 17:47
Campanha divulga site e canais da Ouvidoria para usuários manifestarem opinião sobre serviços do TRT (imagem 1)
Foto: Augusto Ferreira

A Ouvidoria do TRT-MG lançou, na tarde desta terça-feira (21), uma campanha para incentivar usuários a transmitir críticas, sugestões, elogios e propostas. A criação de uma nova página na Internet e a colocação de duzentas urnas com formulários distribuídos em todas os prédios da Justiça do Trabalho, na capital e no interior, são iniciativas para facilitar e propiciar que cidadãos manifestem suas opiniões sobre a instituição. A nova página pode ser acessada a partir do site do TRT (www.trt3.jus.br), clicando no menu superior "Serviços", na opção "Ouvidoria" e novamente em "Ouvidoria".

Junto com a campanha, foi lançada uma pesquisa permanente de satisfação, em que os usuários são convidados a avaliar, com notas, diversos itens referentes à infraestrutura dos locais, ao atendimento ao público e às audiências. A pesquisa pode ser respondida nas urnas onde são disponibilizados os formulários e por meio de link, no site.

No evento de lançamento da campanha, da página, dos postos de coleta e da pesquisa, a segunda vice-presidente do Tribunal, que também é a ouvidora da Casa, desembargadora Emília Facchini, declarou que a Ouvidoria garante que o cidadão possa ter a palavra livre, sem restrições nem retaliações, sendo "um espaço do cidadão e da democracia", "um canal direto para dar resposta aos seus anseios". A desembargadora também reafirmou o compromisso de dar encaminhamento a sugestões e reclamações apresentadas pelo usuário, bem como a elogios, que podem vir a ser anotados na pasta funcional dos servidores. Inclusive apresentou exemplo de projeto implementado a partir de sugestão de usuário. Em entrevista à TV-TRT, a desembargadora comentou a pesquisa, através da qual, de acordo com suas palavras, procura-se "saber o grau de satisfação do nosso cliente para que possamos aprimorar nosso trabalho".

O evento, na sede da Ouvidoria, contou com presença da presidente do TRT, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria; do primeiro vice-presidente, desembargador José Murilo de Morais; da juíza auxiliar da Presidência, Olívia Figueiredo Pinto Coelho; da secretária geral da Presidência, Sandra Pimentel Mendes; do diretor-geral, Ricardo Oliveira Marques; da diretora da coordenação judiciária, Telma Lúcia Bretz Pereira; do assessor da Corregedoria, Eliel Negromonte Filho; e da assessora da Ouvidoria, Cristina Ávila Oliveira.

A presidente do Tribunal, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria, elogiou a Ouvidoria pela sua capacidade de fazer parcerias e parabenizou a equipe do setor.

Um vídeo com depoimento da Ouvidora, para mostrar os serviços prestados pelo setor, o seu papel e os novos canais por ele disponibilizados, pode ser assistido a partir de acesso na nova página. Em todos os prédios da Justiça do Trabalho, junto com o formulário da pesquisa de satisfação, também está sendo distribuída uma cartilha que traz informações sobre as características, os objetivos, a estrutura e o histórico da Ouvidoria do TRT, entre outras informações.

A nova página disponibiliza também um relatório mensal com dados sobre as manifestações encaminhados ao setor. Além desse espaço, a Ouvidoria também recebe pedidos de informação sobre o TRT e denuncias referentes a trabalho infantil, perigoso e análogo à escravidão.

As manifestações com críticas, sugestões, propostas e elogios podem ser encaminhadas por meio dos formulários, nas urnas instaladas em prédios, pelo email ouvidoria@trt3.jus.br, pelos telefones 0800-031-7828 e (31) 3228-7449, pelo formulário eletrônico que pode ser acessado na nova página da Ouvidoria ou em atendimento pessoal na sala do setor, de segunda a sexta, entre as 9h e as 19h. A Ouvidoria solicita que o usuário, ao enviar suas impressões, identifique-se, até para que se possa "dar à pessoa o retorno que ela merece", conforme as palavras proferidas pela ouvidora em entrevista à Rádio Itatiaia. Mas, ao mesmo tempo, é possível solicitar sigilo, garantindo assim que os dados de identificação não sejam tornados públicos ou comunicados a quem porventura venha a se sentir atingido pelas manifestações.

A Ouvidoria do TRT-MG funciona no 3º andar do Prédio Anexo do TRT (Av. Getúlio Vargas, 265). (David Landau)

Clique aqui para acessar o site da Ouvidoria.

Clique aqui para ver a matéria da TV TRT-MG.

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /