Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas: 2013 a 2014 / PJe é implantado na VT de Ribeirão das Neves

PJe é implantado na VT de Ribeirão das Neves

publicado 03/04/2013 05:58, modificado 03/04/2013 08:58

Às 17h30 desta terça-feira, foi ajuizada pelo advogado Álvaro Lopes, presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, sob o número 10.001, a primeira ação a tramitar pelo PJe na Vara do Trabalho de Ribeirão das Neves, município da região metropolitana de Belo Horizonte, sendo a audiência marcada para o próximo dia 30, às 9h30. PJe que para ele é uma realidade já em funcionamento "com resultados tão positivos".

PJe é implantado na VT de Ribeirão das Neves (imagem 1)
Fotos ACS

O Processo Judicial eletrônico da Justiça do Trabalho, que no TRT da 3ª Região já está implantado em 20 varas, é um sistema de tramitação eletrônico de processos judiciais que permite aos magistrados, servidores, advogados e demais envolvidos na relação processual a prática de todos os atos no sistema, assim como o acompanhamento do processo durante todas as fases, via internet. O PJe é o resultado de uma parceria inédita desenvolvida entre o Conselho Nacional de Justiça, Conselho Superior da Justiça do Trabalho e os 24 Tribunais Regionais do Trabalho do país.

A VT de Ribeirão das Neves, cujo número de processos tramitados em 2012 chegou a 2.737 e onde já tramitaram este ano 690 novas ações, a partir de agora, só ajuizará ações trabalhistas pelo novo sistema. Para que isto ocorra, entre os dias 18 e 22 de março, os servidores da vara participaram de um treinamento pelo qual também já passaram os advogados que atuam no foro trabalhista da cidade.

PJe é implantado na VT de Ribeirão das Neves (imagem 2)

Presente à solenidade, a desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, em sua manifestação destacou que aliado ao prédio onde está instalada a VT de Ribeirão das Neves, "compatível com a demanda de suas necessidades, funcionalmente aparelhado e adaptado às exigências de todos quantos buscam nesta Casa o restabelecimento da paz nas questões trabalhistas" está a implantação do Processo Judicial eletrônico, modernidade que para a presidente chegou para "revitalizar o mundo processual, e que, na escala prevista para o País, trará grande benefício ao meio ambiente" já que ao não usar o papel contribuirá para "trabalhar de forma ecologicamente limpa".

Também orador durante a instalação, o juiz substituto Marcelo Alves Marcondes Pedrosa, que, atuando na VT de Ribeirão das Neves, relembrou o seu primeiro dia como estagiário em escritório de advocacia, quando ficou responsável por um Agravo de Instrumento em Recurso de Revista: coube a ele tirar as cópias das peças necessárias à formação do instrumento, bem como protocolar o recurso na sede do Tribunal, situação que é sepultada pelo PJe.

Prestigiaram o evento o juiz Fabiano de Abreu Pfeilsticker, membro do Comitê Gestor do PJe, e designado no último dia 26, membro do Grupo de Trabalho de Especificação de Requisitos para o Processo Judicial eletrônico de 1º Grau (GRPJe / JT1) do CSJT, na solenidade representando a juíza Jacqueline Prado Casagrande, presidente da Amatra3; a juíza Olívia Figueiredo Pinto Coelho, auxiliar da Presidência; Eliel Negromonte Filho, secretário-geral da Presidência; Patrícia Sertã, assessora da Diretoria Judiciária para PJe, no ato representando a diretora judiciária Sandra Pimentel Mendes; assessores da instituição; servidores da VT de Ribeirão das Neves e advogados. (Divina Dias)

PJe é implantado na VT de Ribeirão das Neves (imagem 3)
Foto: ACS

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /