Desembargador do TRT requer aposentadoria após 32 anos de magistratura

publicado 16/12/2010 15:40, modificado 16/12/2010 17:40
Desembargador do TRT requer aposentadoria após 32 anos de magistratura (imagem 1)

Após pleitear o seu pedido de aposentadoria junto ao Órgão Especial, o desembargador Manuel Cândido Rodrigues participou, nesta quinta-feira, de sua última sessão no Tribunal da 3ª Região. Durante a sessão, saudado por magistrados e servidores, coube ao desembargador Paulo Roberto Sifuentes Costa manifestar-se, destacando, emocionado, o brilhantismo com que ele exerceu por 32 anos a magistratura no TRT mineiro: E que sua imagem ficará impressa em nossa memória, a nos enternecer para sempre; que nós não mais poderemos vê-lo e ouvi-lo neste plenário ilustre, a ponderar com gravidade, lucidez e firmeza as questões aqui debatidas. A nos trazer seus ensinamentos que vão além e estão acima dos limites específicos do saber jurídico. A partir de hoje, nós só poderemos vê-lo e ouvi-lo aqui neste plenário com os olhos e os ouvidos da alma , destacou o magistrado.

Leia na íntegra as manifestações dos desembargadores Paulo Sifuentes e Manuel Cândido .

Desembargador do TRT requer aposentadoria após 32 anos de magistratura (imagem 2)
(fotos: Leonardo Andrade)

Visualizações: