Desembargador Renault tem retrato afixado na galeria de diretores da Escola Judicial do TRT

publicado 09/12/2014 16:07, modificado 09/12/2014 18:07

Solenidade na tarde desta terça-feira (9) marcou a colocação de retrato do desembargador Luiz Otávio Linhares Renault na galeria de ex-diretores da Escola Judicial do TRT-MG, na sede do Órgão (Av. do Contorno, 4631 / 10º andar). O descerramento da fotografia foi realizado pela presidente do Tribunal, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria, pela 2ª vice-presidente e diretora da Escola Judicial, desembargadora Emília Facchini, e pelo desembargador homenageado. Também participaram do evento o 1º vice-presidente, desembargador José Murilo de Morais, a corregedora, desembargadora Denise Alves Horta, o coordenador acadêmico da Escola, juiz Mauro Cesar Silva, que é titular da 1ª Vara de Betim, magistrados e servidores.

Desembargador Renault tem retrato afixado na galeria de diretores da Escola Judicial do TRT (imagem 1)
Desembargadores Júlio Bernardo do Carmo, Emerson José Alves Lage, Luiz Otávio Linhares Renault, Denise Alves Horta, José Murilo de Morais, Maria Laura Franco Lima de Faria, juiz Mauro César Silva e desembargadora Emília Facchini

A homenagem ficou expressa nas palavras da desembargadora Emília Facchini, que falou da brilhante atuação do desembargador Luiz Otávio Linhares Renault à frente da Escola no biênio 2012-2013. Ao abordar seu currículo, a 2ª vice-presidente lembrou que o magistrado foi aprovado em primeiro lugar no concurso que lhe deu acesso ao cargo de juiz substituto em 1979, destacou sua atuação como professor universitário, deixando registrado que ele obteve a primeira colocação também no concurso de acesso a carreira docente da UFMG.

A desembargadora ressaltou a importância de nomes como o do desembargador Luiz Otávio Linhares Renault na consolidação do importante papel assumido hoje pela Escola Judicial, e a notável contribuição por ele oferecida à sociedade nos diversos cargos que ocupou. O retrato afixado neste evento representa o segundo período em que a Escola Judicial ficou sob responsabilidade do homenageado, que já tinha estado à frente do Órgão no biênio 2008-2009, conforme foi lembrado pela diretora da Escola que, pontuou: "tenho certeza que não será, no futuro, conhecido como mais um retrato na parede, mas como aquele que fincou o saber, o dinamismo e a excelência desta Escola Judicial". (David Landau / foto Augusto Ferreira)

Visualizações: