Inaugurado Fórum da Justiça do Trabalho na capital

publicado 17/12/2008 12:45, modificado 17/12/2008 14:45

O desembargador Paulo Roberto Sifuentes Costa, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, inaugurou nesta terça-feira, 16 de dezembro, o novo Fórum Trabalhista da rua Mato Grosso, 468, no Barro Preto, que vai abrigar as 24 Varas do Trabalho e serviços auxiliares que ainda funcionam no prédio da rua Goitacases, 1.475.

O prédio é anexo ao Fórum da Av. Augusto de Lima, 1.234, onde estão instaladas as outras 16 Varas do Trabalho, o que facilitará a rotina de magistrados, advogados, servidores e partes, além de representar uma economia significativa para a Instituição. A medida resolve, quase que, definitivamente, a adequação dos serviços prestados à população dentro de um espaço com total funcionabilidade e dotado de tecnologia de ponta no sistema de informatização.

Inaugurado Fórum da Justiça do Trabalho na capital (imagem 1)
Fotos: Leonardo Andrade/ACS

Em seu pronunciamento, o desembargador Paulo Roberto Sifuentes Costa lembrou que as duas torres – a da Av. Augusto de Lima e a da Mato Grosso – têm capacidade para abrigar, se necessário, mais 11 varas, até a finalização do projeto de reforma e ampliação do complexo da Escola de Engenharia da UFMG, onde deverá ser instalada a sede definitiva da Primeira Instância. O complexo possui área aproximada de 14 mil m2, mas as obras só terão início em 2009, após a desocupação do imóvel pela UFMG. Segundo o presidente do TRT-MG, este é um projeto de execução a médio e longo prazo, e que todos os esforços estão sendo envidados pela administração para a sua concretização.

Com a inauguração deste Fórum, a administração do TRT garante a modernização da Justiça do Trabalho em Belo Horizonte para que a instituição possa responder, imediatamente e de maneira cada vez mais eficaz, àqueles que buscam, nesta Casa, a justiça social. Que estas novas instalações sejam palco de harmonia, conciliação e, por que não dizer, de felicidade , ressaltou Sifuentes.

Para a juíza Olívia Figueiredo Pinto Coelho, presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 3ª Região – Amatra3, desfrutar de condições adequadas de trabalho que permitam aos magistrados realizar uma justiça de qualidade, pronta e acessível, constitui ação importante para a preservação da independência dos magistrados e o exercício da função em condições de dignidade: Esta realização constitui um marco na realização dos anseios dos magistrados, advogados e da sociedade. Não somente pelo fato em si – que representa mais um passo no respeito à cidadania, na busca do aperfeiçoamento da Justiça do Trabalho, no desempenho de sua missão constitucional, de contribuir para o alcance da paz social – mas, também, por tudo que expressou em termos de conquista. Isso porque sua materialização é o resultado de um esforço empreendedor da administração do TRT, na luta incansável da nossa associação de classes e de todos quantos direta ou indiretamente envidaram esforços para proporcionar a alegria desta obra , concluiu a magistrada.

Já o advogado Joel Rezende Júnior, vice-presidente da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas – AMAT, que representou o presidente da OAB/MG, Raimundo Cândido Júnior, destacou que a inauguração simboliza "o Poder Judiciário respeitado, advogados respeitados, cidadãos valorizados e, efetivamente, a realização da entrega da justiça esperada pelos jurisdicionados".

Prestigiaram a solenidade de inauguração os desembargadores Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello, vice-presidente judicial; Maria Lúcia Cardoso de Magalhães, vice-presidente administrativo; Eduardo Augusto Lobato, corregedor; Marcelo Lamego Pertence; Tarcísio Alberto Giboski, ex-presidente da Casa, e Paulo Araújo. E, ainda, Ronaldo Maurílio Cheib, procurador-chefe do trabalho do estado de Minas Gerais; o ex-senador da República, Arlindo Porto; o diplomata Fernando Viégas Peixoto Onofre, secretário da Embaixada do Brasil em Moscou; os juízes Eduardo Aurélio Pereira Ferri, diretor do Foro da Justiça do Trabalho de Belo Horizonte, e João Bosco Barcelos Coura, diretor administrativo da Associação Nacional dos magistrados do Trabalho; diretores e servidores da Casa.

Visualizações: