Ministro Reis de Paula é eleito novo presidente do TST e do CSJT

publicado 12/12/2012 11:52, modificado 12/12/2012 13:52
Ministro Reis de Paula toma posse como presidente do TST (imagem 1)

Em sessão do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho, o ministro Carlos Alberto Reis de Paula foi eleito, em votação unânime, presidente do TST e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) para o biênio 2013/2015. A vice-presidência será exercida pelo ministro Antonio José de Barros Levenhagen. Já o ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho assumirá a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho.

Ao proclamar o resultado, o atual presidente do CSJT, ministro João Oreste Dalazen, desejou aos eleitos uma gestão muito profícua. "O Tribunal sai, neste preciso momento, enriquecido pela demonstração de maturidade, sabedoria, grandeza e cordialidade", afirmou, acrescentando que as ações de transição para a nova gestão já foram iniciadas. A posse dos novos dirigentes está marcada para 5 de março de 2013.

Emocionado, o novo presidente agradeceu a confiança nele depositada. "Tenho plena e perfeita consciência dos desafios que me aguardam em missão de cunho rigorosamente institucional", afirmou. O ministro Carlos Alberto afirmou que a Justiça do Trabalho, fruto de administrações exemplares, ocupa hoje lugar ímpar no Judiciário brasileiro pela vanguarda em ações e projetos como o planejamento estratégico, o Processo Judicial eletrônico e o cumprimento de metas, e também pela atuação efetiva do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

O ministro afirmou que os 24 Tribunais Regionais do Trabalho serão objeto de contínua atenção e convidou desembargadores e juízes do Trabalho a "compartilharem da aventura de um caminhar em busca de contínua afirmação da Justiça do Trabalho como Justiça cidadã por ser a Justiça social deste novo Brasil". Em seu discurso, o futuro presidente também fez menção ao Colégio de Presidentes e Corregedores da Justiça do Trabalho (Coleprecor), servidores da Justiça do Trabalho e advogados, com quem espera ter uma relação próxima em sua gestão.

Carlos Alberto Reis de Paula nasceu em Pedro Leopoldo (MG), em 26 de fevereiro de 1944. Formou-se em Direito pela UFMG (1970) e Licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Divinópolis. Mestre (1984) e Doutor (2000) pela Faculdade de Direito da UFMG, foi professor de Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho da UFMG e, desde 1999, é professor adjunto da UnB.

Iniciou a carreira no serviço público como professor do Colégio Estadual de Pedro Leopoldo. Foi aprovado em concurso público em 1972 para técnico de controle externo do Tribunal de Contas da União. Obteve segundo lugar nas provas escritas para Procurador da República e no concurso para Juiz do Trabalho Substituto da 3ª Região (MG). Presidiu Juntas de Conciliação e Julgamento e chegou, por merecimento, ao TRT/MG (1993). É Ministro do TST desde 25 de junho de 1998 e autor de livros e artigos diversos. Foi presidente da Terceira e Oitava Turmas do TST e diretor da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) no biênio 2007/2009. No dia 2 de março de 2009, assumiu a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho para o biênio 2009/2011.

Integrou o Conselho Superior da Justiça do Trabalho como membro eleito de 2007 a 2009, e como membro nato, por ser Corregedor-geral da Justiça do Trabalho, de 2009 a 2011.

Indicado pelo TST, tomou posse como conselheiro do CNJ em 15/08/2011. (Texto: Patrícia Resende-CSJT/ Foto: CSJT)

Visualizações: