Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Pleno forma lista tríplice para escolha de novo desembargador

Pleno forma lista tríplice para escolha de novo desembargador

publicado 10/10/2019 19:29, modificado 11/10/2019 16:53

Os juízes titulares Jaqueline Monteiro de Lima (43ª VT de Belo Horizonte), Antônio Carlos Rodrigues Filho (VT de Santa Luzia) e Antônio Gomes de Vasconcelos (45ª VT de Belo Horizonte) são os integrantes da lista tríplice que será enviada ao presidente da República para a escolha do novo desembargador da Justiça do Trabalho em Minas Gerais. A lista foi formada após eleição realizada na sessão do Tribunal Pleno desta quinta-feira (10).

A vaga surgiu com a aposentadoria do desembargador Júlio Bernardo do Carmo. Como a última escolha para um membro do Tribunal tinha sido pelo critério de antiguidade, desta vez foi utilizado o critério de merecimento.

Ao todo, 11 juízes titulares inscreveram-se para o pleito. Para fundamentar seus votos, os desembargadores analisaram parâmetros como desempenho, presteza, produtividade, aperfeiçoamento técnico e conduta ética dos postulantes à vaga, como preconiza a Resolução 106/2010 do CNJ.

800px2_2019_1010_Pleno_LA__15.jpg

Os juízes Jaqueline Monteiro de Lima, Antônio Carlos Rodrigues Filho e Antônio Gomes de Vasconcelos - fotos: Leonardo Andrade

Além da eleição, o Tribunal Pleno analisou agravos regimentais e matérias administrativas. Ao abrir a sessão, o presidente do TRT-MG, desembargador Marcus Moura Ferreira, deu as boas-vindas ao novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho em Minas Gerais, Arlélio de Carvalho Lage.

Aposentadorias

Após o Pleno, teve início a sessão do Órgão Especial que marcou a despedida dos desembargadores João Bosco Pinto Lara e Luiz Antônio de Paula Iennaco, que pediram sua aposentadoria. Ambos ingressaram na magistratura trabalhista em 1989 por concurso público para o cargo de juiz substituto. Eles foram promovidos a desembargador do TRT-MG, respectivamente, em 2012 e 2013.

O desembargador Márcio Ribeiro do Valle, decano do Tribunal, fez uma homenagem aos magistrados. “Os dois colegas que hoje se aposentam são legítimos representantes da Justiça do Trabalho, pois, ao longo de mais de três décadas, diariamente exercendo a magistratura trabalhista, são molas propulsoras na busca do equilíbrio justo entre capital e trabalho e, sobretudo, na luta perene e marcante pela consecução da almejada e indispensável paz social”, disse.

Os desembargadores João Bosco e Luiz Iennaco agradeceram pelas palavras do colega e pela convivência com os integrantes do Tribunal Pleno e servidores com quem atuaram.

800px1_2019_1010_Pleno_LA__15.jpg

Os desembargadores Luiz Antônio de Paula Iennaco e João Bosco Pinto Lara 

Na mesma sessão, foram referendadas as aposentadorias dos servidores Adriana de Castro Righi Rodrigues Lara, Antônio Fernando Miranda, Eunice Leite Castanheira, Marcílio de Oliveira Lopes, Marco Antônio de Menezes, Maria de Fátima Ferreira Neves, Mariara da Conceição Assis de Castro Resende e Sandra Parreiras Lourenço Lage.

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /