Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Jurídicas / NJ - Empregado de empresa de automação será indenizado por uso de computador pessoal no serviço

NJ - Empregado de empresa de automação será indenizado por uso de computador pessoal no serviço

publicado 16/07/2018 00:02, modificado 15/07/2018 22:18
Selo Tema Relevante

Você sabe o que significa “automação”? Trata-se de um sistema que faz uso de técnicas computadorizadas ou mecânicas com o objetivo de dinamizar e otimizar os processos produtivos. Existem empresas especializadas nessa área que atuam nos mais diversos setores da economia, desenvolvendo projetos de automação para dinamizar e otimizar processos comerciais ou industriais, visando a alcançar maior eficiência.

Na 6ª Vara do Trabalho de Contagem, o juiz João Bosco de Barcelos Coura analisou uma ação trabalhista proposta pelo ex-empregado de uma empresa de automação industrial, que pretendia ser indenizado pelo uso do computador pessoal no trabalho. E ele teve o pedido atendido pelo magistrado.

Na sentença, o juiz destacou que, na relação de emprego, quem deve arcar com os riscos da atividade econômica é o empregador (art. 2º da CLT), não podendo esse ônus ser transferido ao empregado. E, no caso, a prova testemunhal comprovou as alegações do trabalhador de que precisava usar o computador pessoal dele para exercer suas atividades profissionais na empresa – e sem receber nada a mais por isso. Ou seja, o profissional usava equipamento próprio em benefício da empresa, arcando com os custos de manutenção e depreciação.

Nesse quadro, a empregadora foi condenada a pagar uma retribuição adicional ao ex-empregado, a título de aluguel pelo uso do equipamento pessoal em benefício da atividade empresarial, fixada pelo juiz em R$290,00 mensais. Não houve recurso ao TRT-MG.

  • PJe: 0011656-79.2016.5.03.0164 — Data de Assinatura: 30/08/2017.

Acesse o processo do PJe digitando o número acima .

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /