Receber auxílio dos colegas nas novas funções não retira direito a salário de substituição

publicado 21/11/2007 03:14, modificado 28/03/2017 12:17
Selo Tema Relevante

O empregado substituto faz jus aos salários do substituído quando demonstrado que assumiu integramente as funções do outro durante o período de substituição. A decisão é da 4ª Turma do TRT-MG ao dar provimento a recurso ordinário de um reclamante, reconhecendo o seu direito ao salário de substituição pelo período em que assumiu a gerência da agência bancária onde trabalhava. Segundo o juiz convocado Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto, o fato de ter sido auxiliado por outros colegas na realização de suas atividades não retira do empregado o direito ao salário substituição. “ Ainda mais quando restou demonstrado que toda a responsabilidade e todas as assinaturas dos documentos eram de exclusiva responsabilidade do reclamante ”- acrescenta.

O juiz também ressaltou, após rever as provas documentais e testemunhais do processo, que o fato de ser auxiliado pelos colegas no período da substituição não excluía a responsabilidade do autor como gerente. Salientou ainda que o salário substituição volta-se ao exercício de cargo ou função, não se confundindo com conceito de tarefa.

Por esses fundamentos, a Turma reformou a sentença de 1º grau, concedendo ao reclamante o salário substituição requerido na inicial.

Visualizações:

Subseção de Notícias Jurídicas noticiasjuridicas [arroba] trt3.jus.br